Governo entrega 113° Restaurante Popular no município de Bacabeira

Acessar fotos
21/06/2022

Nesta terça-feira (21), a população de Bacabeira foi contemplada com o 113º Restaurante Popular do Maranhão. No local serão ofertadas 350 refeições, sendo 200 almoços e 150 jantares, ao custo de R$ 1,00 cada. Além disso, serviços como oficinas, palestras e capacitação em educação alimentar também serão ofertados para a população.

O restaurante faz parte da rede de segurança alimentar e nutricional que vem sendo implantada com celeridade pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes). Assim, os equipamentos trazem qualidade de vida à população em situação de vulnerabilidade social e um incentivo a economia local.

Durante a inauguração, o Governador interino do Maranhão, Paulo Velten, pontuou sobre a importância do Restaurante Popular em um momento de crise econômica. “É uma honra participar da inauguração de mais esse equipamento que visa combater a insegurança alimentar nesse momento difícil que nós passamos. Essas são políticas públicas importantes para assegurar a dignidade e a sobrevivência emocional das pessoas”, destacou.

O secretário da Sedes, Paulo Casé Fernandes, ressaltou a importância da inauguração do equipamento. “Hoje nós estamos inaugurando mais uma unidade de Restaurante Popular, o que é uma felicidade enorme. Essa política pública visa combater o índice de insegurança alimentar em todo o nosso Estado”, ressaltou o secretário.

A moradora de Bacabeira, Josefa Silva, frisou a importância do Restaurante Popular para ela. “Esse restaurante aqui vai trazer uma grande ajuda para nós. Moro perto daqui e estou muito feliz por essa conquista”, falou.

Por fim, a prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo externou sua gratidão ao Governo do Estado e à Sedes na abertura desse empreendimento benéfico para os moradores. “É motivo de muita alegria para a nossa população com esse Restaurante Popular que vai garantir mais qualidade de vida, agradecemos ao Governo do Estado por ter atendido essa solicitação”, disse.