Formando e Cozinhando: professora participa de evento em São Paulo, em prol da comunidade trans

Acessar fotos
12/05/2022

Nesta quarta-feira (11), a chef Pietra Freitas, professora trans do Formando e Cozinhando, programa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), participou do jantar beneficente, em prol da ONG Casa Chama, no restaurante Eataly, em São Paulo. A organização promove a visibilidade e autonomia à comunidade transgênero brasileira.

Para o secretário da Sedes, Paulo Casé Fernandes, o Formando e Cozinhando, gera oportunidades, fomentando a inclusão social, e segue dando bons frutos. “Essa é uma iniciativa da Sedes que visa abrir as portas para aqueles profissionais que precisam de reconhecimento. A profissionalização é uma prioridade da política educacional do Governo do Estado e, através da gastronomia, conseguimos gerar impactos e mudanças na vida dos nossos alunos e professores, como na da Pietra, que segue brilhando cada vez mais”.

A secretária adjunta de Elaboração de Projetos e Atração de Investimentos da Sedes e coordenadora do Formando e Cozinhando, Ana Gabriela Borges, esclareceu a importância do programa. “Estamos felizes por fazer parte deste momento histórico de inclusão para a gastronomia brasileira. A participação da nossa chef Pietra neste jantar ministrado por chefs de renome nacional, que tanto nos inspiram e promovem a valorização da cozinha brasileira nacionalmente e internacionalmente, teve um valor imenso para nós. São nesses valores que o Formando e Cozinhando se espelha. Uns dos nossos objetivos principais são a garantia de direitos, de oportunidades, de acessibilidade e de respeito à diversidade, não somente para os alunos, mas também para os nossos professores”.

Pietra ressaltou sua gratidão pela oportunidade. “Preciso agradecer às oportunidades que tive através do Formando e Cozinhando, esse projeto que me abriu portas, me deu visibilidade, e me fez ser reconhecida pelo meu valor. Para uma pessoa como eu, mulher, preta, nordestina, maranhense e trans, ter conseguido chegar até aqui e mostrado meu trabalho, não tem preço, é extremamente gratificante. A minha experiência hoje está sendo única”.

Para um dos anfitriões do evento, o chef de cozinha Rodrigo Oliveira, Pietra Freitas é uma revelação, e representa o poder da inclusão social. “Este evento tem como finalidade a inclusão social e a promoção dos direitos as pessoas trans. Além de promover uma oportunidade gigantesca de encontrar talentos e de gerar riqueza e excelência na cozinha, ou em qualquer área”.

Toda a renda do evento foi convertida para a ONG Casa Chama.