• Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Combate ao Trabalho Escravo e ao Tráfico de Pessoas

O Maranhão foi pioneiro ao discutir as relações entre o trabalho escravo e o trabalho infantil, relacionando-as enquanto violação de direitos que se reproduzem silenciosamente nas famílias que passam por privações socioeconômicas e submetem-se a elas para garantir a sobrevivência material do grupo familiar.  
A SEDES realizou capacitações junto aos municípios, com o apoio da OIT e da Secretaria Estadual de Direitos Humanos, para que se avance na erradicação destas graves transgressões aos direitos humanos, no Maranhão, integrando o campo da intervenção social. 
 A partir deste trabalho e em discussão com outros estados, com o Ministério da Cidadania, com a CONATRAE e com a Organização Internacional do Trabalho, instituições que defendem o ser humano e o trabalho decente, foi possível pautar, na agenda pública,  a intervenção mais qualificada no campo da Política de Assistência Social, culminando na elaboração da presente Orientação Técnica, que possibilitará metodologias mais assertivas no trabalho social com famílias, na perspectiva da ruptura desse ciclo vicioso e “naturalizado” de  sobrevivência das populações mais vulneráveis que ainda se submetem a tamanha exploração da sua força de trabalho. 
A equipe do Maranhão agradece a oportunidade dessa honrosa experiência de contribuir com a sistematização das reflexões que orientam para a sua intervenção no âmbito do SUAS.

Baixe aqui O Sistema Único de Assistência Social no Combate ao Trabalho Escravo e ao Tráfico de Pessoas

 

Contatos

contatos

SEDES

Rua das Gardênias, Quadra 1, n.º 25, Renascença

(Prédio atrás do Office Tower)

São Luís - Maranhão
CEP: 65075-080
(98) 2016 9200

Localização

localização